Uso de máscaras em locais abertos deixa de ser obrigatório na capital a partir de hoje

A medida faz parte da 2ª etapa de flexibilizações estabelecidas pelo Comitê de Operações Emergenciais (COE).


 Uso de máscaras em locais abertos deixa de ser obrigatório na capital a partir de hoje
some text

O uso de máscaras em locais abertos deixa de ser obrigatório em Teresina a partir desta segunda-feira (14). A medida faz parte da 2ª etapa de flexibilizações estabelecidas pelo Comitê de Operações Emergenciais (COE), após a redução dos indicadores da pandemia da covid-19 na capital. 

De acordo com o decreto municipal que regulamentou a medida, o uso de máscara continua obrigatório em atividades que geram aglomerações, com shows, espetáculos e jogos de futebol. 

O médico neurologista Marcelo Adriano, membro do COE municipal, destaca que indicadores como número de casos, número de internações e percentual de leitos ocupados foram levados em consideração para o início da liberação do uso de máscaras e outras flexibilizações de medidas sanitárias na capital. 

“Em Teresina, os indicadores são permissivos par que já se inicie esse processo de flexibilização”, destacou. 

Ainda de acordo com o membro do COE, a tendência é que os indicadores continuem positivo nas próximas semanas, o que vai permitir a continuidade das etapas de flexibilização já anunciadas. 

“Se os indicadores permanecerem nessa faixa, ou até melhores, a próxima etapa será um interstício, para observar o efeito das duas etapas anteriores, para somente daqui a duas semanas liberar também o uso de máscara em ambientes fechados, como já foi anunciado. 

Etapas de flexibilização

Na 1ª etapa, iniciada no último dia 7 de março, a prefeitura liberou a realização de eventos, shows e festas sem limitação de horários, além de retirar a limitação de horário para atividades comerciais.

Na 2ª etapa, que entra em vigor nesta segunda-feira(14), foi revogada a obrigatoriedade do uso de máscaras durante as atividades ao ar livre, incluindo-se as recreativas e esportivas – exceto naquelas que geram aglomerações.

Na 3ª etapa, será realizado interstício para averiguação da permanência do Município na categoria de risco baixo (verde) por mais uma semana, a despeito das medidas de flexibilização implementadas nas etapas anteriores.

Na 4ª etapa, que passará a valer em 28 de março, revoga a obrigatoriedade do uso de máscaras até mesmo em ambientes fechados, incluindo-se escolas e academias, respeitadas as demais exigências preconizadas pela vigilância sanitária municipal.

Fonte: cidadeverde.com

Christiane albuquerque

Veja ainda

Deixe seu comentario

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Obrigado por seu contato!
Em breve nossa equipe retornará para você.