Tem início a coleta de dados da primeira etapa do Censo Escolar 2022 no Piauí

Os dados do Censo Escolar, também, impactam diretamente em uma das políticas públicas mais importantes para financiamento da Educação Pública Brasileira: o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb).


 Tem início a coleta de dados da primeira etapa do Censo Escolar 2022 no Piauí
some text

A Secretaria de Estado da Educação do Piauí iniciou nesta segunda-feira (30) a primeira etapa do Censo Escolar 2022. O procedimento corresponde à inserção de dados relativos às escolas, gestores, turmas, alunos e profissionais escolares em sala de aula no Sistema iSeduc.

A primeira etapa da coleta segue até o dia 20/06. O formulário, que deverá ser preenchido na plataforma do iSeduc, incluem os seguintes tópicos:

– ESCOLAS: informações sobre a estrutura física, como os tipos de salas de aula, as condições dos materiais, dos banheiros, o acesso de portadores de deficiência, os recursos multimídia, equipamentos, dentre outros.

– TURMAS: escolarização, atividade complementar, sistema prisional, horários, modalidades, disciplinas, dentre outros.

– ALUNOS: sexo, cor, faixa etária, se é portador de deficiência, uso de transporte escolar, cidade de nascimento, dentre outros.

– PROFISSIONAIS: sexo, idade, cor, grau de escolaridade de professores, monitores, técnicos, dentre outros.

De acordo com a diretora da Unidade de Ensino e Aprendizagem (Unea) da Seduc/PI, Maria José Mendes, o Censo é uma importante ferramenta para o processo de ensino, uma vez que, é com base nos dados coletados, que são definidas as políticas públicas educacionais e o repasse de recursos do Governo Federal para promover o desenvolvimento de ações na área da Educação. “Com base nos dados, é possível que a Rede Estadual de Ensino tenha um mapa educacional para poder atuar diretamente nas melhorias. As informações coletadas servem como base para programas custeados pelo Governo Federal, como, por exemplo, aquisição de livros didáticos, merenda escolar, transporte, dentre outras”, informa.

Os dados do Censo Escolar, também, impactam diretamente em uma das políticas públicas mais importantes para financiamento da Educação Pública Brasileira: o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). “Estados e Municípios recebem os recursos de acordo com o número de estudantes que estão matriculados em sua Rede e os dados utilizados são os do Censo Escolar do ano anterior, por exemplo, os recursos de 2022 basearam-se no número de alunos de 2021”, explica a diretora.

Maria José Mendes alerta que é muito importante que os dados do Censo sejam preenchidos pelas escolas de maneira correta. “Para receber recursos do Fundeb, a soma de estudantes matriculados em cada Unidade de Ensino da nossa Rede conta. Cada matrícula, seja ela de Ensino Fundamental, Ensino Médio, Educação Profissional, Educação de Jovens e Adultos tem um peso diferente na hora de receber o recurso”, frisa Maria José Mendes. É importante lembrar que o dinheiro do Fundeb é aplicado no pagamento do salário dos professores da Rede Pública na ativa, na formação continuada dos docentes, na aquisição de equipamentos e material didático, na construção e manutenção das escolas.

Após a primeira fase de coleta, a equipe de Monitoramento do Censo Escolar da Seduc/PI fará validação dos dados e migrará as informações para Sistema do Governo Federal: EducaCenso. O Censo é o principal instrumento de coleta de informações da Educação Básica e é coordenado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), em parceria com as Secretarias Estaduais e Municipais de Educação e a Rede Privada de Ensino.

Fonte: Secom-PI

Samuel Aguiar

Veja ainda

Deixe seu comentario

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Obrigado por seu contato!
Em breve nossa equipe retornará para você.