Soja terá safra recorde no Piauí

O Piauí deverá registrar média de 3.413 kg por hectare (56,8 sacas/ha), colocando-o à frente, em termos de rendimento, dos demais que compõem a região do Matopiba (Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia).


 Soja terá safra recorde no Piauí
some text

O governador Wellington Dias participou, nesta quinta-feira (17), da Abertura Nacional da Colheita da Soja, que foi realizada, pela primeira vez no Piauí, na Fazenda Progresso, no município de Sebastião Leal. O evento é tradicional e marca o início da colheita da soja, contando com a presença de autoridades e de produtores rurais de todo o País.

De acordo com o acompanhamento da safra brasileira de fevereiro, da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), o Piauí deverá registrar a maior produtividade de soja de sua história, com média de 3.413 kg por hectare (56,8 sacas/ha), colocando-o à frente, em termos de rendimento, dos demais que compõem a região do Matopiba (Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia).

“O sucesso da produção da soja no Piauí significa força econômica, geração de emprego e condições de ampliar a produção, tanto para o mercado interno quanto para o mercado externo, atraindo mais investimentos para o Estado. Então, agradeço aos organizadores, porque é um momento para que o Brasil conheça essa região, que é uma das que mais cresce a cada ano e vai seguir crescendo cada vez mais, pois vamos seguir com mais investimentos. Agora com a Transcerrados, estamos recuperando a parte rodoviária, investindo em educação, segurança, ou seja, ao mesmo tempo, a ampliação desses investimentos públicos alavancam ainda mais os investimentos privados”, afirmou o chefe do Executivo estadual.

A área de semeadura do Piauí gira em torno de 893,2 mil hectares, aumento de 8% frente à temporada 2020/21. Apelidado de “caçulinha”, o Estado começou os investimentos no agronegócio da soja há cerca de 25 anos apenas e cresceu 20% nesse intervalo, saindo de 2.5 milhões de toneladas para 3 milhões de toneladas.

O secretário de Estado da Fazenda e coordenador-geral do PRO Piauí, Rafael Fonteles, destacou os investimentos na infraestrutura das estradas da região dos Cerrados, que permitem o escoamento da produção de soja.

“O governador Wellington Dias, desde o seu primeiro mandato, foi quem interligou essa região do Piauí ao norte do Estado e agora, mais investimentos em infraestrutura estão sendo realizados. Não apenas a conclusão da Transcerrados, a segunda etapa pela PPP e a terceira etapa pela emenda do senador Marcelo Castro, executada pelo DER, mas também as transversais da Transcerrados: a PI-392, em Baixa Grande do Ribeiro, a ligação do Distrito Nova Santa Rosa, em Uruçuí, também para a Transcerrados, assim como outras ligações, e a recuperação da PI-247, que será feita pelo Governo do Estado. Portanto, muito tem sido feito para dinamizar ainda mais a produção aqui no Piauí”, disse.

O diretor-geral do Departamento de Estradas de Rodagem (DER), Castro Neto, detalhou o trabalho que está sendo realizado na recuperação das estradas da região dos Cerrados. “Já foi feito muito e estamos fazendo mais ainda. Já tem previsto recursos garantidos de mais de R$ 500 milhões para essa estrutura rodoviária dos Cerrados do Piauí, onde temos as três rodovias principais: a PI-392, que já temos garantidos recursos de mais de R$ 140 milhões, com implantação de mais de 100 km; a PI-347; e a PI-247, que já tem a previsão de R$ 60 milhões, a licitação já está em fase final e a previsão de iniciar os serviços em março; além da Transcerrados (PI-397), no qual estão previstos R$ 340 milhões em investimentos, com implantação de mais de 240 quilômetros”, elencou o gestor.

O senador Marcelo Castro, como presidente da Comissão de Orçamento no Senado, destinou recursos e contribuiu para que esses investimentos em infraestrutura no Piauí fossem realizados. “Em três anos como senador da República já destinei mais de R$ 500 milhões, para promover a infraestrutura da região que mais cresce, prospera e gera emprego e renda. Então, estamos fazendo um programa de investimento nos Cerrados como nunca houve na nossa história e ainda tem investimentos maciços do Governo do Estado pelo programa PRO Piauí”, declarou.

Para o presidente da Associação Brasileira dos Produtores de Soja do Piauí (Aprosoja-PI), Alzir Neto, essa é uma grande oportunidade de mostrar o que o estado pode oferecer. “Os resultados são muito satisfatórios. Uma safra recorde que a gente tem começado a colher, esse é um ato simbólico de colheita, o Piauí mostrando que tem uma capacidade de produzir muito por hectare, mostrando que tem técnica, tem precisão no trabalho e tem votação para agricultura. Então, o evento é simbólico, traz de pessoas do Brasil inteiro, discussões atuais de uma forma didática para o produtor rural e para a sociedade entender a grandeza que é agricultura brasileira e piauiense”, comentou.

A Abertura Nacional da Colheita da Soja é uma iniciativa do Projeto Soja Brasil com a Aprosoja Brasil. Além do esperado enfileiramento de colheitadeiras, mostrando a pujança do setor, também fará parte da programação do dia debates de temas imprescindíveis aos agricultores, dentre eles, como driblar os custos de produção com tecnologia; perspectivas de mercado e logística.

Fonte: Secom-PI

Samuel Aguiar

Veja ainda

Deixe seu comentario

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Obrigado por seu contato!
Em breve nossa equipe retornará para você.