Setembro Amarelo visa alertar para transtornos mentais e suicídio

todos os anos, cerca de 800 mil pessoas morrem por suicídio no mundo.


 Setembro Amarelo visa alertar para transtornos mentais e suicídio
some text

Um tema difícil de ser tratado, mas que pode sim ser prevenido: o suicídio.

“Eu tive duas tentativas aos 19 anos. Naquela época eu tive uma depressão muito forte. Com tratamento psicoterápico e medicações eu melhorei. Considero que nasci de novo depois do tratamento. “ O depoimento é do Ricardo, que hoje estuda psicologia e é voluntário na Abrata (Associação Brasileira de Familiares, Amigos e Portadores de Transtornos Afetivos).

Todos os anos, cerca de 800 mil pessoas morrem por suicídio no mundo, segundo a Organização Mundial da Saúde. Só no Brasil, são 12 mil, de acordo com o Ministério da Saúde.

Os números preocupam. Tanto é que durante todo o mês é realizada a campanha Setembro Amarelo, de prevenção ao suicídio, que este ano tem como tema” Agir Salva Vidas”. Que faz um alerta: a maior parte dos casos ocorre por conta de transtornos mentais, como depressão, ansiedade, alcoolismo e drogas e pode ser evitada.

Mas, quando acontece, a maioria dos casos de tentativa de suicídio chega, num primeiro momento, nos serviços médicos de emergência. Para o presidente da Associação Brasileira de Psiquiatria, Antônio Geraldo da Silva, o problema é que, quem tem condições de pagar um tratamento é bem atendido. Já quem não tem, depende da rede pública, onde, a situação é bem diferente. “E por não ter um sistema ambulatorial no Sistema único de Saúde é complicado. Porque o sistema que nós temos é o chamado Caps que não é um sistema ambulatorial. É como se fosse um hospital dia. A pessoa vai pra lá, passa o dia lá e no fim do dia vai pra casa. Eu quero fazer uma consulta e voltar para casa. Isso não acontece. A gente acaba tendo uma dificuldade com todo esses cuidados que a gente precisa ter com os pacientes psiquiátricos", diz.

Para tornar o atendimento mais eficiente, o Ministério da Saúde lançou o curso de formação de multiplicadores em urgências e emergências em saúde mental começando pelo SAMU, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência. O ministro Marcelo Queiroga, disse que, nos últimos anos, tem tido investimento  em novos serviços de atenção e promoção à saúde mental, assim como na qualificação.

“O Ministério da Saúde investiu mais de R$ 1.5 bilhões na abertura de novos serviços de promoção e atenção à saúde mental, mais de R$ 99 milhões para qualificar os profissionais de saúde para na ponta levar cidadania para os brasileiros que precisam do Sistema Único de Saúde.”

Aliás, a capacitação  dos multiplicadores  faz parte das ações do comitê gestor da Política Nacional de Prevenção da Automutilação e do Suicídio e foi lançada por causa do Setembro Amarelo.

A campanha foi criada aqui no Brasil em 2015 pela Associação Brasileira de Psiquiatria e pelo Conselho Federal de Medicina. A ideia é usar o amarelo até mesmo iluminando monumentos para dar mais visibilidade à prevenção do suicídio.

Quer ajudar? Está precisando de ajuda? Anote ai: CVV, no 188 e site  cvv.org.br, Caps, UPA 24 horas e SAMU são alguns serviços.

Fonte Agência Brasil

Christiane albuquerque

Veja ainda

Deixe seu comentario

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Obrigado por seu contato!
Em breve nossa equipe retornará para você.