Receita Federal divulga edital de concurso para analista tributário e auditor fiscal

Do total de vagas, 523 são destinadas à ampla concorrência, 36 a pessoas com deficiência e 140 a negros.


 Receita Federal divulga edital de concurso para analista tributário e auditor fiscal
some text

A Receita Federal publicou, nesta segunda-feira (5), o edital do concurso do órgão com 699 vagas, sendo 469 para analista tributário e 230 para auditor fiscal. As remunerações iniciais são de R$ 11.684,39 e R$ 21.029,09, respectivamente.

As inscrições começam na próxima segunda-feira (12), às 16h, e poderão ser realizadas até o dia 19 de janeiro. O cadastro deverá ser feito no site do concurso e as taxas serão de R$ 115 para o cargo de analista tributário e de R$ 210 para o cargo de auditor fiscal.

Do total de vagas, 523 são destinadas à ampla concorrência, 36 a pessoas com deficiência e 140 a negros.

SELEÇÃO CONTARÁ COM CURSO DE FORMAÇÃO

A banca organizadora do concurso da Receita Federal é a FGV (Fundação Getulio Vargas) e o exame será realizado em duas fases:

PRIMEIRA FASE

- Prova objetiva: Será realizada no dia 19 de março e terá 140 questões, sendo 80 de conhecimentos básicos e 60 de conhecimentos específicos para o cargo de auditor fiscal; 70 de conhecimentos básicos e 70 de conhecimentos específicos para o cargo de analista tributário

- Prova discursiva: Também será feita no dia 19 de março e terá duas questões de conhecimentos específicos para o cargo de auditor fiscal e uma questão de conhecimento específico para o cargo de analista tributário

- Pesquisa de vida pregressa: Analisa o perfil do candidato nos âmbitos social, funcional, civil e criminal, além de possível incompatibilidade para exercer o cargo

As duas primeiras etapas serão de caráter classificatório e eliminatório e serão realizadas em todas as capitais do país. A última, de caráter apenas eliminatório, será online.

Serão eliminados candidatos que:

- Acertarem menos que 50% das questões básicas ou específicas da prova objetiva
- Zerarem alguma das disciplinas abordadas na prova objetiva
- Deixarem as questões discursivas em branco ou ilegíveis
- Forem classificados como não recomendados na pesquisa de vida pregressa

SEGUNDA FASE

- Curso de formação profissional: O curso de formação será realizado a distância, de forma online e contará com uma semana de integração presencial dos candidatos. As provas serão aplicadas presencialmente nas cidades de Brasília, Manaus, Recife, São Paulo e Curitiba e a alocação levará em consideração a preferência do candidato e a ordem de classificação.

Mais detalhes dos curso de formação serão publicados em edital específico.

Fonte: FOLHAPRESS

Samuel Aguiar

Veja ainda

Deixe seu comentario

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Obrigado por seu contato!
Em breve nossa equipe retornará para você.