Plataforma DataCepro e IDT será lançada nesta segunda (5)

Na composição atual do banco de dados, todas as informações disponibilizadas são oriundas de bases públicas, sendo as principais fontes o IBGE, Ipea, Inep e Tesouro Nacional.


 Plataforma DataCepro e IDT será lançada nesta segunda (5)
some text

A Secretaria de Estado do Planejamento (Seplan) lança, na próxima segunda-feira (05), às 11h30, no Palácio de Karnak, o DataCepro, uma plataforma web desenvolvida para disponibilizar dados estatísticos e estudos referentes ao Piauí. Na ocasião, também será apresentado o Índice de Desenvolvimento Territorial (IDT), uma ferramenta que serve para evidenciar o alinhamento entre as ações desenvolvidas territorialmente no estado e os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS).

A plataforma DataCepro apresenta 1.528 séries, divididas em seis temas: geografia, população, economia, sociedade, política e finanças públicas e, dependendo da natureza da informação, os dados podem ser estratificados em nível de estado, município ou território. Na composição atual do banco de dados, todas as informações disponibilizadas são oriundas de bases públicas, sendo as principais fontes o IBGE, Ipea, Inep e Tesouro Nacional, ou seja, são dados secundários de pesquisas oficiais com suas respectivas periodicidades, temporalidades e disponibilidades.

O DataCepro oferece informações organizadas em dados tabulados, gráficos e mapas, além de fornecer estudos com análises sobre diversas temáticas relevantes. Nesse contexto, os analistas da Seplan realizam todo o trabalho de coletar e organizar dados de diferentes bases, enquanto o usuário tem acesso a essas informações, de forma simples e rápida, concentrando-se nos dados de maior relevância para sua análise.

A plataforma foi desenvolvida em parceria com o Instituto de Pesquisa Econômica e Aplicada (Ipea) e com a Agência de Tecnologia da Informação do Estado do Piauí (ATI) e pode ser acessada no endereço eletrônico: https://datacepro.pi.gov.br/.

Na ocasião, a Seplan e o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento –  PNUD, também disponibilizarão o Índice de Desenvolvimento Territorial (IDT), uma ferramenta de monitoramento, por meio de indicadores que estão associados aos eixos do desenvolvimento sustentável: pessoas, prosperidade, paz e planeta. Diante disso, o IDT contribui para direcionar ações alinhadas à Agenda 2030, servindo como um potencializador do desenvolvimento nos territórios.

Segundo a secretária do Planejamento, Rejane Tavares, o IDT permite a visualização das lacunas e dos desafios que precisam ser enfrentados por cada um dos territórios, para que eles possam ter um desenvolvimento sustentável. “A partir do IDT são traçadas estratégias para acelerar o alcance dos ODS. A ideia é que os programas e ações já em andamento nas secretarias estaduais sejam direcionados e amplificados nos territórios”, concluiu Rejane Tavares.

O Índice de Desenvolvimento Territorial, também está disponível na plataforma DataCepro.

Fonte: CCom

Samuel Aguiar

Veja ainda

Deixe seu comentario

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Obrigado por seu contato!
Em breve nossa equipe retornará para você.