OAB faz manifestação em frente a Delegacia Regional de Parnaíba

A manifestação de desagravo se deu na manhã deste dia 04 e contou com a presença de vários advogados.


 OAB faz manifestação em frente a Delegacia Regional de Parnaíba
some text

Segundo a nota de desagravo (confira na íntegra abaixo) publicada pela OAB Seccional do Piauí, o delegado de Polícia Civil João Rodrigo Luna agiu de forma ríspida com a advogada Tassia Santos Fontenele, que se sentiu constrangida e tolhida no seu exercício profissional.

Tassia aponta dois casos em que João Rodrigo a tratou de forma indevida. Na primeira ocasião, diz a nota, no dia 07 de agosto de 2019, acompanhada por um cliente, a advogada foi atendida na antessala do gabinete, ocasião em que "foi bastante ríspido, tendo dito que na próxima vez que a causídica quisesse falar com ele que peticionasse". O Outro ocorrido se deu em 27 de agosto do mesmo ano, quando Tassia acompanhava um outro cliente, e o delegado além de atrasar em 40 minutos por recebê-los, tornou a destratá-la "tendo afirmado, em elevado tom de voz, que quem mandava ali era ele e que a advogada não sabia trabalhar, em represália ao pedido da advogada para que o mesmo reformulasse perguntas de modo a se fazer entender pelo constituinte, diz a nota da OAB.

A nota de desagravo assinada pelo Presidente da OAB-PI, Celso Barros Coelho Neto, e pelo Presidente da Comissão de Defesas das Prerrogativas dos Advogados da OAB-PI, Marcus Vinicius de Queiroz Nogueira, informa também que "o delegado ainda afirmou que se a causídica não tivesse satisfeita, poderia se retirar. Além disso, no decorrer do procedimento, mandou que a causídica se calasse e que colocasse seu celular sobre a mesa, supondo que a mesma estaria orientando o cliente por mensagens".

Com informações de Tiago Mendes para O Piauês

Confira a nota na íntegra:

Samuel Aguiar

Veja ainda

Deixe seu comentario

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Obrigado por seu contato!
Em breve nossa equipe retornará para você.