Mais de 1 milhão de pessoas no Piauí já foram contabilizadas em um mês no Censo do IBGE

Os dados preliminares apontam que mulheres são maioria no Piauí, sendo 657.065 (48,16%) homens e 707.024 (51,84%) mulheres. Até agora, os recenseadores contabilizaram 7.342 quilombolas (1,90% no país) e 2.296 indígenas (0,51% no país).


 Mais de 1 milhão de pessoas no Piauí já foram contabilizadas  em um mês no Censo do IBGE
some text

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou nesta terça-feira (30) o primeiro balanço da coleta de dados do Censo Demográfico 2022. Segundo os resultados parciais, agentes censitários já ouviram 1.364.089 habitantes do Piauí, o que representa cerca de 41% da população do estado.

No total, o IBGE recenseou 59.616.994 pessoas no Brasil, no período de 1º de agosto até a manhã de ontem (30). O órgão planeja visitar em torno de 75 milhões de domicílios até o final de outubro.

Os dados preliminares apontam que mulheres são maioria no Piauí, sendo 657.065 (48,16%) homens e 707.024 (51,84%) mulheres. Até agora, os recenseadores contabilizaram 7.342 quilombolas (1,90% no país) e 2.296 indígenas (0,51% no país).

Leonardo Passos, superintendente do IBGE no Piauí, informou que a produtividade dos recenseadores está dentro do esperado. Segundo ele, o Piauí foi um dos poucos estados que não sentiu o impacto das milhares de desistências de recenseadores registradas no Brasil.

Leonardo afirmou que recenseadores têm enfrentado contratempos na coleta, como dificuldade no acesso de condomínios residenciais e roubos de equipamentos e bens pessoais.

Segundo o IBGE, quando há roubo ou furto de equipamento do Censo, o aparelho ‘é rastreado, apagado e inutilizado, sem prejuízo do sigilo garantido aos informantes ou moradores’.

O cronograma do Censo 2022 prevê que a coleta se estenda até o final de outubro e que o resultado seja divulgado ao longo do mês de dezembro. O ano de 2023 vai ser um ano bastante intenso porque vai ter um calendário temático de divulgação de dados, frisou Leonardo Passos.

Por unidades da Federação, 38,51% dos entrevistados estavam na região Nordeste, 35,51% no Sudeste, 11,87% no Sul, 9,44% no Norte e 8,67% no Centro-Oeste.

A coleta do Censo Demográfico 2022 começou no dia 1º de agosto nos 5.570 municípios do país. Os recenseadores do IBGE visitarão 89 milhões de endereços, sendo 75 milhões de domicílios. A estimativa é de que sejam contadas cerca de 215 milhões de pessoas.

Ao todo, são 452.246 setores censitários urbanos e rurais, 5.972 localidades quilombolas, 632 terras indígenas, 11.400 aglomerados subnormais e 5.494 grupamentos indígenas. O custo da operação é de R$ 2,3 bilhões.

Serão aplicados dois tipos de questionário: o básico, com 26 quesitos, leva em torno de 5 minutos para ser respondido. Já o questionário ampliado, com 77 perguntas e respondido por cerca de 11% dos domicílios, leva cerca de 16 minutos. O questionário pode ser respondido presencialmente, por telefone e pela internet. Agentes da Central de Atendimento ao Censo (0800 721 8181) responderão a dúvidas, prestarão auxílio conceitual e operacional no preenchimento do questionário via internet e, mediante autorização, poderão preencher o questionário em entrevista.

Fonte: Meio Norte

Samuel Aguiar

Veja ainda

Deixe seu comentario

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Obrigado por seu contato!
Em breve nossa equipe retornará para você.