Linhas de crédito ao Programa Apoio a Pequenos Negócios são anunciadas pelo Governo do Piauí

São formatos de crédito, com taxas ainda mais reduzidas do que as praticadas atualmente como, por exemplo, a linha de crédito para a agricultura familiar que teve o prazo de carência estendida de acordo com a atividade a ser financiada.


 Linhas de crédito ao Programa Apoio a Pequenos Negócios são anunciadas pelo Governo do Piauí
some text

Novas linhas de créditos voltadas aos donos de pequenos negócios e o aporte financeiro para a linha Microcrédito serão anunciados pelo Governo do Piauí, por meio da Agência Piauí Fomento. As ações, voltadas ao Programa Apoio a Pequenos Negócios – Crédito Urbano e Rural, serão anunciadas pela governadora Regina Sousa, durante solenidade, na próxima quinta-feira (19), no Palácio de Karnak.

A iniciativa tem o propósito de oferecer oportunidades mais justas de desenvolvimento, incentivando o empreendedorismo no campo e na cidade. São formatos de crédito, com taxas ainda mais reduzidas do que as praticadas atualmente como, por exemplo, a linha de crédito para a agricultura familiar que teve o prazo de carência estendida de acordo com a atividade a ser financiada podendo chegar a 24 meses, com 60 meses para pagar, para créditos de até R$ 50 mil.

O financiamento pode chegar a 100% do investimento. Para a liberação do recurso, podem ser exigidos garantia real, avalista, aval ou seguro.

O primeiro passo para que o tomador tenha acesso ao crédito rural é procurar uma unidade do Emater em seu município, caso sejam financiamentos para a produção rural, ou a agência Piauí Fomento, que funciona de segunda a sexta-feira, das 08h às 14h, em Teresina, o telefone para contato é o 86 3221-6277. Após trâmite interno, o crédito é liberado pela Piauí Fomento.

A terceira categoria de crédito, que será anunciada pela governadora Regina Sousa, concretiza uma ideia inovadora para a agência Piauí Fomento. “A linha de crédito, para incentivar a agricultura familiar, vai atender às necessidades de capital de giro, investimentos mistos das micro e pequenas empresas que comercializam produtos da agricultura familiar dos produtores da economia piauiense, explica Luiz Carlos Everton de Farias, presidente da Piauí Fomento.

Destacando a sensibilidade da governadora Regina Sousa para a retomada do crescimento dos setores (microcrédito urbano e agricultura familiar) mais fragilizados da economia, Luiz Carlos Everton esclarece que os financiamentos dessa linha serão repassados diretamente aos fornecedores dos produtos, no caso os pequenos produtores rurais, que repassarão as vantagens concedidas às empresas que compram os produtos rurais.

Com isso, “o governo vai incentivar o consumo e valorização dos alimentos produzidos pela agricultura familiar, fortalecendo as redes de comercialização”, completa.

As taxas de juros são de 5% ao ano, prazos para pagar de até 24 meses (capital de giro) ou 60 meses (investimento misto) e carência de até seis meses para créditos total de R$ 50 mil.

Fonte: Secom-PI

Samuel Aguiar

Veja ainda

Deixe seu comentario

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Obrigado por seu contato!
Em breve nossa equipe retornará para você.