Infectologista da FioCruz alerta que pico da Ômicron será atingido nos próximos dias

O infectologista ainda disse que é um erro afirmar que a variante Ômicron é mais leve, pois é mais transmissível e pode levar pessoas não vacinadas a hospitalizações e óbitos.


 Infectologista da FioCruz alerta que pico da Ômicron será atingido nos próximos dias
some text

O avanço da variante Ômicron deve alcançar um pico nos próximos dias no Brasil, segundo avaliação do infectologista e pesquisador da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) Julio Croda.

Em entrevista à CNN na segunda-feira, 17, Croda disse que o número de infecções pode aumentar entre o fim de janeiro e o início de fevereiro.

“Só a partir daí vamos observar uma queda no número de casos, até lá podemos ter um aumento nessas cidades com baixas coberturas vacinais”, disse Croda.

O infectologista ainda disse que é um erro afirmar que a variante Ômicron é mais leve, pois é mais transmissível e pode levar pessoas não vacinadas a hospitalizações e óbitos.

“É lógico que essa variante não vai causar o mesmo número de óbitos que causou a variante gama no pior momento, mas ela pode estar associada ao aumento de hospitalizações, aumento de óbitos e principalmente um aumento por demanda de serviços de saúde como a gente já está vendo. Pessoas ficaram 4, 6 horas aguardando nas emergências”, disse.

Vacinação

O infectologista ainda reforçou que a prioridade neste momento no país é reforçar a imunização de todas as faixas etárias com as doses extras.

“A prioridade número um no Brasil é a dose de reforço, e lógico imunizar as crianças. Qualquer dose de vacina protege, duas ainda mais, três doses têm uma proteção muito elevada para internação e óbito”, afirmou.

Samuel Aguiar

Veja ainda

Deixe seu comentario

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Obrigado por seu contato!
Em breve nossa equipe retornará para você.