Governo lança sistema nacional para identificar novas drogas

O novo sistema vai ser abastecido com dados de órgãos como Anvisa, Polícia Federal e Receita Federal, além dos trabalhos das polícias civis, perícias oficiais e centros de pesquisa nas áreas de saúde e segurança pública.


 Governo lança sistema nacional para identificar novas drogas
some text

O governo federal vai contar com um mecanismo para identificar o surgimento de novas drogas no país. Instituído nesta segunda-feira (30) pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública, o chamado Subsistema de Alerta Rápido sobre Drogas vai permitir o combate mais ágil ao narcotráfico pelas forças de segurança brasileiras. 

O novo sistema vai ser abastecido com dados de órgãos como Anvisa, Polícia Federal e Receita Federal, além dos trabalhos das polícias civis, perícias oficiais e centros de pesquisa nas áreas de saúde e segurança pública.

O Secretário Nacional de Políticas sobre Drogas, Luiz Roberto Beggiora, explica o alcance do novo sistema, que vai ser utilizado em caráter experimental durante um ano. A ideia é ter um sistema unificado para transmissões de informações sobre características de novas substâncias psicoativas.

O relatório mais recente da Polícia Federal incluiu 29 substâncias na lista de novas drogas identificadas no país. As mais comuns são as feni-leti-laminas e as catinonas sintéticas, que simulam efeitos de drogas como cocaína, anfetaminas, metanfetaminas e MDMA.

O Secretário Luiz Roberto Beggiora destaca também a crescente apreensão de drogas vendidas supostamente como versões mais puras do ecstasy, e os riscos dessas substâncias à saúde.

Após mapear os fluxos de trabalho e as rotinas de disseminação de informações, o Subsistema de Alerta Rápido sobre Drogas será implementado de forma definitiva. 

O Ministério da Justiça e Segurança Pública destaca que a notificação de novas drogas permite que as substâncias sejam identificadas e monitoradas, bem como possibilita políticas públicas na área de prevenção e combate ao tráfico de drogas.

Fonte: AgênciaBrasil

Portal Piauiês

https://opiauies.com

Veja ainda

Deixe seu comentario

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Obrigado por seu contato!
Em breve nossa equipe retornará para você.