Fiocruz indica alta nos casos de covid em todo o país

No ano epidemiológico 2022, já foram notificados ao menos 140 mil casos de de Síndrome Respiratória Aguda Grave no Brasil. Mais da metade com resultado positivo para algum vírus respiratório, 35% negativos e cerca de 8% aguardando resultado laboratorial.


 Fiocruz indica alta nos casos de covid em todo o país
some text

Chega a 20 o número de capitais brasileiras com tendência de aumento nos casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG). A informação foi divulgada, nesta quinta-feira, no Boletim Infogripe da Fundação Oswaldo Cruz. A Fiocruz informa que há um sinal contínuo de aumento dos casos de covid-19 em todas as regiões do país.

Os casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave vêm sendo utilizados como parâmetro para acompanhar a pandemia de covid-19 desde 2020. Nos momentos mais críticos da emergência sanitária imposta pela doença, nada menos que 98% das mortes, em que havia teste positivo para algum vírus respiratório, eram causadas pela covid.

O boletim  aponta que cerca de 48% das ocorrências de Síndrome Respiratório, registradas nas últimas quatro semanas, foram em razão da covid. Em relação aos óbitos por SRAG, 84% foram relacionados à doença.

O boletim também deixa clara a tendência de crescimento da covid, o que foi detectado em 18 unidades da federação, entre elas, Distrito Federal, Minas Gerais, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Roraima, São Paulo, Sergipe e Tocantins.

A Fiocruz aponta ainda que, no Rio Grande do Sul, há presença de casos positivos para influenza A em diversas faixas etárias com sinal de possível crescimento, ainda que em volume relativamente baixo.

No ano epidemiológico 2022, já foram notificados ao menos 140 mil casos de de Síndrome Respiratória Aguda Grave no Brasil. Mais da metade com resultado positivo para algum vírus respiratório, 35% negativos e cerca de 8% aguardando resultado laboratorial. Entre os positivos para vírus respiratórios, desde janeiro, 81,5% foram causados pelo SARS-CoV-2, 8,1% pelo vírus sincicial respiratório e 5,1%,  Influenza A.

Fonte: Agência Brasil

Samuel Aguiar

Veja ainda

Deixe seu comentario

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Obrigado por seu contato!
Em breve nossa equipe retornará para você.