Deputada denuncia crime ambiental em Cajueiro da Praia

Segundo Teresa Brito (PV), há muito lixo nos arredores da lagoa na comunidade Laguna de Santana.


 Deputada denuncia crime ambiental em Cajueiro da Praia
some text

A deputada estadual Teresa Britto (PV) denunciou, durante entrevista concedida na última quinta-feira (3), a ocorrência de uma situação de degradação ambiental na região da Laguna de Santana, situada no município de Cajueiro da Praia. De acordo com a parlamentar, tem havido despejo irregular de lixo nos arredores da lagoa, que é um ponto turístico da região norte do Estado.

A parlamentar afirmou que além dos impactos ambientais, a situação tem provocado prejuízos econômicos aos moradores da região. “Trata-se de uma área de conservação permanente que abriga peixes, crustáceos, aves e outros animais. Infelizmente, estão transformando um dos lados dessa lagoa em lixão. É daquela região que parte da população garante o seu sustento. É um grave crime ambiental o que está acontecendo”, denunciou.

Teresa Britto afirmou ainda que vai acionar os órgãos competentes por meio da Assembleia Legislativa do Estado (Alepi) para que sejam tomadas providências para evitar o despejo de resíduos sólidos nas proximidades da Laguna de Santana. “Já estamos acionando os órgãos competentes como o Ministério Público do Estado, o Ministério Público Federal, a Prefeitura e a Secretaria de Estado do Meio Ambiente para que tomem providências para que haja a proibição definitiva do despejo de lixo. A Laguna é de todos nós. Ela é um paraíso ecológico que deve ser preservado”, alertou.

O descarte inadequado do lixo não é um problema apenas no Piauí. De acordo com informações divulgadas pela Associação Brasileiras das Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais (Abrelpe), a quantidade de lixo destinados a aterros controlados e lixões no Brasil cresceu 16% entre os anos de 2010 e 2019, passando de 25 milhões de toneladas por ano para pouco mais 29 milhões. O descarte de lixo nesses locais traz efeitos negativos de longo prazo ao meio ambiente.

Fonte: Alepi

Samuel Aguiar

Veja ainda

Deixe seu comentario

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Obrigado por seu contato!
Em breve nossa equipe retornará para você.