Covid: Anvisa autoriza estudo para avaliar eficácia da Proxalutamida

some text

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou a realização de um estudo no Brasil para avaliar a eficácia e a segurança do medicamento chamado Proxalutamida em pacientes com quadro leve a moderado de covid-19. Serão avaliados 50 pacientes – 12 de Roraima e 38 de São Paulo. Os pesquisadores querem entender como o medicamento funciona na redução da infecção viral e no processo inflamatório da doença.

Outros países também estão realizando pesquisas neste sentido: Alemanha, Argentina, África do Sul, Ucrânia, México, Estados Unidos.

No fim de semana, o presidente Jair Bolsonaro chegou a citar o medicamento e disse que se reuniria com o ministro da saúde Marcelo Queiroga, nesta segunda-feira (19), para tratar do assunto.

O início de outros dois estudos também foi autorizado pela Agência, mas estes relacionados à vacina da AstraZeneca. Um deve avaliar a eficácia da aplicação de uma terceira dose do imunizante para aumentar a resposta imunológica. Devem participar da pesquisa pessoas que ficam muito expostas a contaminação, como profissionais de ambiente hospitalar.

Outro estudo é a avalização de uma nova versão da AstraZeneca, que no Brasil é fabricada pela Fiocruz. Essa nova versão, chamada de AstraZeneca AZD2816, tem modificações para fornecer imunidade contra a variante B.1.351, identificada inicialmente na África do Sul.

Edição: Ana Lucia Caldas/ Renata Batista

Fonte: Rádio Agência Nacional

Portal Piauiês

https://opiauies.com

Veja ainda

Deixe seu comentario

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Obrigado por seu contato!
Em breve nossa equipe retornará para você.