Com jogo sem gols, Picos e Ferroviário-PI abrem Série B do Piauiense

O Ferrão volta a campo próxima quarta (31), às 19h, no estádio Pedro Alelaf, diante do Piauí.


 Com jogo sem gols, Picos e Ferroviário-PI abrem Série B do Piauiense
some text

Picos e Ferroviário-PI apresentaram um jogo abaixo da média de qualidade e ficaram no empate sem gols na rodada de abertura da Série B do Campeonato Piauiense. O jogo foi disputado neste sábado, no estádio Helvídio Nunes, em Picos, no sul do Piauí. A qualidade do gramado do local chamou atenção. Com o empate, as equipes somaram os seus primeiros pontos na Segundona.

1º tempo

Picos e Ferroviário-PI se estudaram bastante no início da partida. O time visitante se assanhou mais nos primeiros momentos da partida. Inclusive, o Ferrão foi quem mais assustou na primeira etapa. As melhores chances foram criadas com Kakim e Ítalo Pica-Pau.

O Picos cresceu em rendimento na reta final da primeira etapa. Antes disso, o atacante Rhuann perdeu uma excelente chance no jogo, com uma jogada individual bonita na área, mas finalização ruim.

2º tempo

O Picos propôs todo o segundo tempo de jogo. O Ferroviário-PI foi para campo em busca de um contra-ataque e parou bastante a partida. Durante a segunda etapa, o goleiro Jailson reclamou que um objeto havia sido arremessado em sua direção. O jogo parou por um tempo, mas foi reiniciado. 

A melhor chance do Picos foi em um belo chute de João Paulo, que assustou a defesa do Ferrão. Em uma das poucas chegadas ao ataque, Pica-Pau, no final do jogo, deixou de finalizar por cima de Glebson.

Próximos jogos

O Picos volta a campo na próxima rodada contra o Comercial-PI, na próxima quarta-feira, às 15h45, no estádio Deusdeth Melo, em Campo Maior. O Ferroviário vai receber, no mesmo dia, o Piauí, às 19h, no estádio Pedro Alelaf, em Parnaíba.

Gramado ruim

O estado do gramado do estádio Helvídio Nunes chamou atenção. Os atletas não conseguiam trocar passes com qualidade. Em campo, durante vários espaços, existiam espaços com areia para cobrir os buracos que existiam na grama.

Fonte: GE PI

Samuel Aguiar

Veja ainda

Deixe seu comentario

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Obrigado por seu contato!
Em breve nossa equipe retornará para você.