A partir de amanhã(30), cidades do Piauí recebem R$ 90 milhões do FPM

A capital Teresina, como exige a legislação, receberá a maior fatia, R$ 18, 7 milhões brutos. Em seguida vem as maiores cidades, com Parnaíba recebendo R$ 2,8 milhões.


 A partir de amanhã(30), cidades do Piauí recebem R$ 90 milhões do FPM
some text

As cidades do Piauí receberão na próxima terça (30) mais de R$ 90 milhões de repasse do 3º decêndio do Fundo de Participação dos Municípios (FPM). Em valores brutos as cidades receberão um valor total de R$ 91,9 milhões, já em valor líquido, descontada a retenção do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) as cidades recebem R$ 72,6 milhões.

A capital Teresina, como exige a legislação, receberá a maior fatia, R$ 18, 7 milhões brutos. Em seguida vem as maiores cidades, com Parnaíba recebendo R$ 2,8 milhões. Terceiro maior município do Estado, Picos também receberá mais de um milhão, com R$ 1,06 milhões Piripiri receberá R$ 986 mil e completando a lista das maiores cidades, Floriano ficará com R$ 904 mil.

O valor total a ser repassado em todo o Brasil será R$ 2.7 bilhões, já descontada a retenção do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). Em valores brutos, incluindo o Fundeb, o montante é de R$ 3,4 bilhões

Comparado ao mesmo período do ano anterior, o FPM apresentou um crescimento de 2,15% quando o valor do repasse é deflacionado, retirando o efeito da inflação do período. Em termos nominais (valores sem considerar os efeitos da inflação), o crescimento foi de 11,47%. O acumulado do mês, em relação ao mesmo período do ano anterior, teve crescimento de 20,18%.

Já em relação ao acumulado do ano, verifica-se que o valor total do FPM vem apresentando uma oscilação. O total repassado aos Municípios no período de 2022 apresenta um crescimento de 27,35% em termos nominais (sem considerar os efeitos da inflação) em relação ao mesmo período de 2021. Ao retirar os efeitos da inflação, observa-se que o FPM acumulado em 2022 apresenta crescimento de 14,89% em relação ao mesmo período do ano anterior.

Fonte: O Dia

Samuel Aguiar

Veja ainda

Deixe seu comentario

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Obrigado por seu contato!
Em breve nossa equipe retornará para você.